Prefeitura disponibiliza 75 pontos de vacinação contra a Covid-19 em Manaus

Prefeitura disponibiliza 75 pontos de vacinação contra a Covid-19 em Manaus

A Campanha Municipal de Vacinação contra a Covid-19, executada pela Prefeitura de Manaus, continua atendendo toda a população manauara a partir de 6 meses de idade, tanto para iniciar quanto para completar o esquema vacinal. Nesta semana, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) irá disponibilizar 75 pontos de vacinação contra a doença, de segunda a sexta-feira, 6 a 10/3, distribuídos em todas as zonas da cidade.

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, informa que grande parte das unidades funciona no horário comercial, de 8h às 17h, mas a Semsa também disponibiliza a imunização em oito postos de horário ampliado, que recebem o público até as 20h. A estratégia busca facilitar o acesso dos usuários à vacina, e ampliar a cobertura vacinal contra a Covid-19 na capital.

“É importante que as pessoas mantenham seu esquema vacinal atualizado, principalmente com as doses de reforço, pois elas possibilitam o restabelecimento dos níveis de anticorpos adequados para evitar quadros graves da Covid-19. Quem não tomou a primeira nem a segunda dose, deve buscar um posto imediatamente, pois essa pessoa está vulnerável. A vacinação contribuiu com a redução de mortes e internações, e precisamos continuar fortalecendo essa rede de proteção”, afirma Shádia.

A lista com os endereços e horários das unidades está disponível no site da secretaria (semsa.manaus.am.gov.br) ou diretamente no link bit.ly/localvacinacovid19. As informações também são publicadas diariamente nas redes sociais oficiais da Semsa (no Instagram, o perfil é @semsamanaus, e no Facebook, Semsa Manaus).

Vacinação infantil

De acordo com a secretária, as crianças de 5 a 11 anos devem ser levadas para receber o imunizante em 35 unidades de referência, já a vacinação de bebês de 6 meses até 4 anos de idade é feita em 14 unidades. É preciso levar o documento oficial de identificação, CPF ou Cartão Nacional de Saúde (CNS) e caderneta de vacinação.

“O público infantil ainda é o grupo com os menores índices de vacinação contra a Covid-19 na capital, então precisamos sensibilizar os pais a levarem seus filhos aos nossos postos e garantir essa proteção. As vacinas salvam vidas, e no momento em que buscar a unidade, a família também pode aproveitar para atualizar outras doses do calendário básico, se houver alguma dose pendente”, orienta Shádia. 

Reforço

Shádia Fraxe pede que o público verifique seu cartão de vacina e mantenha o esquema atualizado com as doses de reforço, seja terceira, quarta ou quinta, se estiver dentro dos grupos preconizados pelo Ministério da Saúde, e conforme os intervalos estabelecidos.

Além das crianças a partir de 3 anos de idade, todos os adolescentes, adultos e idosos podem receber a terceira dose. A quarta dose está liberada para todo o público a partir de 18 anos de idade, e adolescentes imunossuprimidos de 12 a 17 anos. Pessoas a partir de 18 anos com alto grau de imunossupressão podem, ainda, tomar a quinta dose.

No mês passado, a Semsa iniciou a oferta da vacina bivalente contra a Covid-19 para sete grupos prioritários (idosos, gestantes e puérperas, indígenas aldeados, ribeirinhos, quilombolas, e pessoas que vivem ou trabalham em instituições de longa permanência), que protege contra a cepa original do vírus e a variante ômicron. Esses grupos devem ter recebido pelo menos duas doses anteriormente, com a última dose aplicada há, pelo menos, quatro meses, para serem beneficiados com a bivalente.

— — —

Texto – Victor Cruz / Semsa

Foto – Divulgação / Semsa